ADEFOAMER

É um dispersante de espumas formulado a base de poliglicóis, tensoativos etoxilados e óleos siliconados. Essas substâncias previnem a formação de espuma e destroem as bolhas já formadas. Uma de suas principais características é a permanência constante da quebra das espumas durante o processo fermentativo.

MECANISMO DE AÇÃO
Atua diminuindo a tensão superficial, inibindo a formação de filmes moleculares devido à efusão e a efervescência fermentativa. Isto dificulta a formação da espuma e prolonga o tempo para manutenção com antiespumantes.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Em sistemas batelada, deve-se aplicar ¼ de ADEFOAMER no pré-fermentador e os ¾ restantes no início da alimentação, direto na dorna. Em sistemas contínuos, a dosagem deve ser feita direto na linha de mosto ou na cuba de tratamento de fermento. A dosagem dependerá da severidade da espuma, das condições operacionais e de testes específicos, podendo variar de 5 a 20 ppm em relação ao mosto.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
O produto é disponibilizado nas linhas Adefoamer TS e Adefoamer DA, conforme necessidade do cliente. 
É comercializado em embalagens plásticas de 200 Kg.

 

ALCONEUTROL

É indicado para a correção de pH do etanol anidro ou hidratado carburante sem alterar as suas características básicas, como condutividade, odor e cor. Ao contrário de bases fortes, como hidróxidos de amônia e sódio, o ALCONEUTROL não resseca as juntas das colunas. O produto é composto de aminas e álcoois primários específicos com características neutralizantes e estáveis.

MECANISMO DE AÇÃO
Age neutralizando os traços dos ácidos orgânicos e inorgânicos provenientes da fermentação alcoólica e estabilizando o pH do etanol.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Recomenda-se realizar previamente um estudo da planta, considerando as suas particularidades, para decidir o ponto ideal de aplicação. A dosagem está diretamente relacionada à qualidade do etanol a ser corrigido e pode ser definida através de testes prévios em laboratório, variando de 5 a 80 ppm.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. Evitar o derramamento, de modo geral, em cursos de água. Recomenda-se o acompanhamento técnico. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
É comercializado em embalagens plásticas de 200 Kg.

ALGANEX

É um antisséptico líquido composto por antibióticos, algicidas e fungicidas, inócuo às leveduras. É um produto não irritante, não corrosivo e de baixo custo comparado aos antibióticos convencionais. Possui ampla faixa de atuação no controle de bactérias, algas e microrganismos resistentes a antibióticos. Possui solubilidade em água, baixa volatilidade, corrosividade e formação de espuma.

MECANISMO DE AÇÃO
A membrana citoplasmática bacteriana é estabilizada por íons e fosfolipídios. O ALGANEX atua sobre esses íons, causando a separação da camada de fosfolipídios. Com isso, aumenta-se a permeabilidade da membrana e o fluxo de íons, provocando o vazamento do conteúdo celular e destruindo, assim, a bactéria.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Pode ser aplicado puro no diluidor de mosto, no pré-fermentador e/ou diretamente nas dornas antes ou durante a fermentação. A dosagem deve ser determinada através do nível de contaminação bacteriana no sistema, variando entre 10 e 20 ppm em processo batelada e de 8 a 12 ppm no processo contínuo.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
O produto é disponibilizado nas linhas ALGANEX TS e ALGANEX MZ. É comercializado em embalagens plásticas de 20 e 50 Kg.

ANTIFOAM

Foi desenvolvido para uso em fermentações alcoólicas no controle de espumas em tratamentos bacteriológicos. Tem como função atuar rapidamente sobre a espuma do meio baixando o seu volume e evitando a formação ao máximo de tempo possível. É composto de polímeros, agentes tensoativos biodegradáveis, polióis etoxilados, ceras, óleos vegetais e solventes isentos de hidrocarbonetos.

MECANISMO DE AÇÃO
Possui uma excelente capacidade de difusão de gás carbônico no interior do meio fermentativo. Atua diminuindo a tensão superficial, inibindo a formação de filmes moleculares devido à efusão e a efervescência fermentativa.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Deve ser aplicado diretamente sobre a espuma de forma contínua ou intermitente na linha de mosto, na dorna através de sprinters ou na cuba de tratamento de fermento. A dosagem dependerá da severidade da espuma e das condições operacionais, podendo variar de 20 a 80 ppm em relação ao mosto.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. Evitar o derramamento, de modo geral, em cursos de água. Recomenda-se o acompanhamento técnico. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
Disponibilizado como Antifoam TS. É comercializado em embalagens plásticas de 200 Kg.

BIOTRAN

BIOTRAN é um antibiótico bastante eficaz contra contaminações em níveis iguais ou menores a 10⁵ a 10⁶ bastonetes/mL. O BIOTRAN à base monensina é disponibilizado nas linhas BIOTRAN KMZ e BIOTRAN K atuando em temperaturas até 150° C, de acordo com a linha.

MECANISMO DE AÇÃO
A Monensina forma complexos, os quais são transportados através das membranas celulares aumentando a sua permeabilidade, e logo, causando-lhes a ruptura. A Virginiamicina cessa a síntese de proteínas perturbando o metabolismo bacteriano, consequentemente, inibindo a multiplicação microbiana.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Pode ser aplicado puro no diluidor de mosto, no pré-fermentador e/ou diretamente nas dornas antes ou durante a fermentação. Pode, também, ser aplicado prédiluído diretamente no substrato ou diluído em álcool. Dosagens entre 2 e 5 ppm são suficientes para obter reduções acima de 90% da população bacteriana.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto. 

CONDIÇÕES COMERCIAIS
O produto é disponibilizado nas linhas BIOTRAN KMZ e BIOTRAN K. É comercializado em embalagens plásticas hidrossolúveis de 200 gramas.

ETHANOL COL

A quantidade de incrustações depositadas nas colunas de destilação em processos fermentativos depende de concentração total de compostos precipitáveis no caldo, como sais e sulfatos de cálcio e magnésio. O ETHANOL TS COL evita e minimiza os efeitos das incrustações agindo na estrutura cristalina de seus íons minerais constituintes. Composto por um complexo de sílicas, sais carboxílicos e acrílicos polimerizados modificados quimicamente.

MECANISMO DE AÇÃO
Os agentes complexantes mantem os sais incrustantes em suspensão ou solubilizados. Esse efeito deve-se a ação de polímeros na estrutura cristalina dos sais incrustantes, alterando a sua morfologia e enfraquecendo a estrutura cristalina. Com isso, impede que os cristais se depositem nas bandejas da coluna de destilação.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Recomenda-se dosar de modo contínuo no vinho a ser destilado. A dosagem varia entre 20 a 40 ppm.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações em sua FISQP devem ser observadas. Aconselha-se o acompanhamento técnico. A GTS QUÍMICA isenta-se do manuseio, aplicação e utilização inadequada do produto.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
É comercializado em bombonas de 200 Kg.

NUTRIS LIQUI PHOS

É um nutriente líquido de caráter ácido, formulado para processos fermentativos de etanol e bebidas destiladas. Possui em sua composição íons de fósforo, nitrogênio, suplementados com íons quelados de magnésio, manganês e zinco. Tem por função repor os minerais perdidos durante o tratamento do caldo, acelerar a absorção de H2PO3-4, aumentar a multiplicação das células, favorecer a reação alcoólica, participar dos processos de transferência de energia química, fortalecer a célula da levedura, e por estar no estado líquido, inibir a flotação química do fermento. A forma quelatada e o estado líquido desse nutriente permite um aproveitamento 10 vezes maior que uma fonte de sal inorgânico.

MECANISMO DE AÇÃO
O caráter ácido ativa as enzimas e estabiliza as membranas celulares das leveduras, controlando o pH intracelular e estimulando seu crescimento. O Nitrogênio e o Fósforo agem na multiplicação das leveduras, diminuindo o tempo de fermentação e aumentando o rendimento do processo.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Pode ser aplicado puro ou diretamente no mosto, na cuba ou nas dornas de fermentação de forma contínua ou intermitente. Recomenda-se uma dosagem entre 5 a 50 Kg/100 m3 de pé de cuba.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações incluídas em sua FISQP devem ser observadas.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
O produto é comercializado nas linhas NUTRIS LIQUI PHOS 2010 e NUTRIS LIQUI PHOS TS. É disponibilizado em embalagens plásticas de 200 Kg e 250 Kg.

NUTRIS N

NUTRIS N é um blend de nutrientes orgânicos e inorgânicos contendo nitrogênio amoniacal. Sua função é estimular a multiplicação e crescimento das células de leveduras, ativar a síntese das proteínas, enzimas, ácidos nucléicos e vitaminas, e também, aumentar o rendimento e a velocidade da fermentação. É recomendado na recuperação das leveduras diante de situações de stress causadas pela temperatura de fermentação elevada, pH baixo, caldo com excesso de sulfito, alta pressão osmótica, infecções, mel final com excesso de cálcio entre outros. Também é indicado como nutriente para tratamentos aeróbios e anaeróbios de efluentes.

MECANISMO DE AÇÃO
O nitrogênio presente é aproveitado para a multiplicação das leveduras, auxiliando-as a soltarem a célula filha. Consequentemente, incrementam a multiplicação, e assim, diminuem o tempo de fermentação e aumentam o rendimento do processo.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Pode ser aplicado dissolvido em 1:10 diretamente no mosto, na cuba ou nas dornas de fermentação.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações incluídas em sua FISQP devem ser observadas.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
O produto é comercializado em concentrações diferentes de nitrogênio, conforme necessidade do cliente: 
Nutris N 21 (21% de N2), 
Nutris N 33 (33% de N2), 
Nutris N 45 (45% de N2) 
Nutris NP (fonte de N2 e P). 
É disponibilizado em embalagens plásticas de 20 Kg.

NUTRIS PHOS M

É indicado para processos de produção de etanol, bebidas alcoólicas destiladas e para tratamentos aeróbios e anaeróbios de efluentes. É composto de sais de nitrogênio, fósforo, magnésio, manganês e zinco. Tem como função auxiliar na reposição dos minerais perdidos durante o tratamento do caldo, acelerar a absorção de H2PO3-4, favorecer a multiplicação das leveduras e participar dos processos de transferência de energia química. É recomendado para auxiliar na multiplicação das leveduras devido ao stress causado pela temperatura de fermentação, caldo com excesso de sulfito, infecções, mel final com excesso de cálcio entre outros.

MECANISMO DE AÇÃO
Nitrogênio e o Fósforo agem na multiplicação das leveduras, diminuindo o tempo de fermentação e aumentando o rendimento do processo. O Potássio por ser um ativador enzimático, aumenta a tolerância a íons tóxicos, controla o pH , participa da absorção do fósforo e dos íons de zinco e cobre. O Manganês e o íon Magnésio mantêm a integridade e a permeabilidade das membranas, estimulando o efeito do zinco. O Zinco, o Cobre e o Ferro são cofatores enzimáticos que agem na fermentação e multiplicação das leveduras.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Por ser solúvel em água pode ser aplicado dissolvido em 1:10 diretamente no mosto, na cuba ou em dornas de fermentação. Recomenda-se dosagem média de 5 a 20 Kg/100 m3 de pé de cuba.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações incluídas em sua FISQP devem ser observadas.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
É disponibilizado em embalagens plásticas de 20 Kg.

NUTRIS PHOS N

É um nutriente de processos fermentativos para produção de etanol, composto por íons de fósforo e nitrogênio amoniacal. Sua finalidade é favorecer a multiplicação das células das leveduras, estimulando seu crescimento e ativando as enzimas das reações de glicose. Participa ativamente nos processos de transformação e transferência de energia química e repõe a carência de fósforo e nitrogênio no mosto aos níveis recomendados de 300 e 150 ppm, respectivamente. Também é indicado como nutriente para tratamentos aeróbios e anaeróbios de efluentes.

MECANISMO DE AÇÃO
Ativa as enzimas, estabilizando as membranas celulares das leveduras, consequentemente, controlando o pH intracelular e estimula o seu crescimento.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
É 98% solúvel em ácido sulfúrico ou água podendo ser aplicado dissolvido em 1:10 diretamente no mosto, na cuba ou em dornas de fermentação. Recomenda-se dosagem média de 10 a 50 Kg/100 m3 de pé de cuba.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações incluídas em sua FISQP devem ser observadas.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
É disponibilizado em embalagens plásticas de 20 Kg.

NUTRIS TEK

NUTRIS TEK é um complexo mineral contendo macro e micro nutrientes composto de íons de fósforo, nitrogênio, potássio, magnésio, zinco, cobre e ferro. Sua função é repor e/ou complementar os minerais perdidos durante o tratamento do caldo, sendo um suplemento nutricional nos processos fermentativos. É recomendado para auxiliar na multiplicação e/ou recuperação das leveduras diante de situações de stress causadas pela temperatura de fermentação elevada, pH baixo, caldo com excesso de sulfito, alta pressão osmótica, contaminantes, infecções, mel final com excesso de cálcio entre outros.

MECANISMO DE AÇÃO

Nitrogênio e o Fósforo agem na multiplicação das leveduras, diminuindo o tempo de fermentação e aumentando o rendimento do processo. O Potássio por ser um ativador enzimático, aumenta a tolerância a íons tóxicos, controla o pH , participa da absorção dos íons de zinco, cobre e fósforo. O Manganês e o íon Magnésio mantêm a integridade e a permeabilidade das membranas, estimulando o efeito do zinco. O Zinco, o Cobre e o Ferro são cofatores enzimáticos que agem na fermentação e multiplicação das leveduras.

APLICAÇÃO E DOSAGEM
Pode ser aplicado pré diluído no mosto, na cuba ou dornas de fermentação. Recomenda-se dosagem média variando de 1,5 a 3,0 Kg/100 m3 de pé de cuba.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Armazenar em local coberto e ventilado, longe de fontes de calor. Manter as embalagens sempre fechadas. Recomenda-se o uso de EPI’s durante a sua manipulação.

CONSIDERAÇÕES
Produto de uso industrial. As recomendações incluídas em sua FISPQ devem ser observadas.

CONDIÇÕES COMERCIAIS
É disponibilizado em embalagens plásticas de 20 Kg.